Grande parte da sociedade atual vive em cidades e, em uma cidade do tamanho de São Paulo, vários habitantes moram em prédios ou em condomínios com vários prédios.

No meu caso são apenas 2 prédios com um total de 122 apartamentos.

  • 122 famílias
  • cerca de 200 pessoas vivendo suas vidas
  • 200 pessoas convivendo

Podemos comparar um condomínio com uma mini-cidade ou um micro-país onde os próprios moradores fazem suas regras, porém, quando 200 pessoas opinam sobre o que o vizinho pode ou não pode fazer baseado em seus próprios gostos e opiniões, muitas vezes, uma minoria é prejudicada.

Ontem tive uma reunião de condomínio e fiquei impressionado com o nível de controle que as pessoas gostam de exercer na vida das outras.

Alguns exemplos

Nessa reunião foi estipulado que você pode trocar a porta do seu apartamento, mas a cor deve ser uma cor específica entregue pela construtora. Quando questionei alguns vizinhos que estavam perto de mim na hora da votação, alguns justificaram:

É ruim sair do elevador e ver uma porta diferente da sua.

Outro ponto que parece até piada é o fato de decidirem que o dono do apartamento pode mudar tudo o que quiser na sacada, inclusive o piso, mas o lustre deve ser mantido. A justificativa?

Fica feio olhar para a fachada e ver um lustre que não combina com os demais.

Preciso deixar claro que ninguém seria obrigado a trocar a cor da porta caso fosse permitido trocá-la.

Ninguém seria obrigado a trocar o lustre, só porque agora você pode.

Isso me fez refletir sobre as opiniões das pessoas e em como leis são criadas; e acabei chegando na seguinte conclusão:

Não dê poder para alguém que pensa apenas nas suas necessidades

Até poucos anos atrás, homossexuais não poderiam se casar no Brasil por que, como é ruim sair do elevador e ver uma porta diferente da sua, é ruim sair na rua e ver um casal diferente de você.

Até poucas décadas atrás, não era aceitável um relacionamento inter-racial. Algumas décadas antes disso, negros haviam acabado de sair da escravidão. Por quê? Por que assim como fica feio olhar para um lustre que não combina com os demais, fica feio ver uma cor de pele que não combina com a sua.

E tudo isso era amparado por leis da época!

Fiquei extremamente decepcionado em ver como meus vizinhos gostam de opinar e controlar coisas tão bobas no apartamento ao lado e extremamente temeroso que, algum dia, eles possam fazer leis que valham para toda a sociedade.

A vida em sociedade não é uma tarefa fácil, porém, fica muito mais difícil quando temos nossas escolhas feitas por outras pessoas.

Deixe uma resposta