No último sábado (29/06/13), aconteceu o iMasters InterCon Dev WordPress que contou com a presença de diversas feras ligadas ao WordPress, tanto com Front End como Back End, e, apesar de ter sido um evento muito bem feito, não teve nenhuma ligação com a fundação/comunidade WordPress.

O que é o evento?

O iMasters InterCon Dev é um ciclo de congressos técnicos para desenvolvedores, reunindo cerca de 400 pessoas por edição, sempre focados em alguma tecnologia aberta. O ciclo nasce como uma variação do iMasters InterCon, principal congresso do setor, que acontece desde 2003 em São Paulo.

O evento aconteceu em São Paulo no Hotel InterContinental e a organização estava maravilhosa. Olha só:

O InterCon Dev WordPress foi apresentado/animado pelo Luli Radfahrer. Que figuraça!

O evento foi muito bacana e contou com perguntas muito bem elaboradas que mostrou um nível bem elevado da plateia, infelizmente, nos momentos em que eu achei interessante participar, não foi aberto espaço para perguntas (por estarem se esforçando para manter o cronograma do evento). Foram apenas 2 e comentarei abaixo.

Mas vamos para a parte mais importante, as palestras!

WordPress sem limites, desenvolvimentos inusitados com a plataforma

Nessa palestra, que foi mais uma palestra motivacional, Leandro Vieira incentivou os desenvolvedores a pensar fora da caixa e não ficar restrito a blogs (como muita gente ainda vê o WordPress).

Apresentação no SlideShare.

Como pensar front para WordPress

Bernard de Luna, que já é muito conhecido na área de desenvolvimento Front End, focou sua apresentação na padronização de nomenclaturas de classes e a pensar em um site em módulos e não em páginas.

Apresentação no SlideShare.

O WordPress como framework

Ricardo Zein fez uma palestra bem técnica sobre Back End fazendo uma ligação entre MVC e o arquivo functions.php dos temas WordPress. Citou ainda dicas para a organização dos arquivos do tema, por exemplo, ao invés de fazer um functions gigante, usar classes divididas em arquivos distintos e chamá-las no functions.php.

Outro ponto importante foi o comentário de que muitos desenvolvedores perdem tempo programando algo que já existe nativo no WordPress.

Apresentação no SlideShare.

Javascript GRUNT e WordPress: você nunca mais vai querer desenvolver de outra forma

Leo Balter apresentou a “mágica” que o Grunt pode fazer na sua vida ao automatizar tarefas como concatenação de JS e CSS, minimização de arquivos, compilação de SASS, LESS e Compass etc. Ainda fez um LiveCode em que criou uma estrutura básica para um tema WordPress em poucos segundos com o Grunt.

Apresentação no SlideShare.

Grandes Migrações: Passando de qualquer plataforma para o WordPress + Demonstração Case iMasters

Vinicius Massuchetto fez uma palestra bem completa que provavelmente ajudou muita gente que não fazia a mínima ideia de como migrar o conteúdo de um site já existente para o WordPress. Citou que um find/replace no dump do MySQL mais atrapalha do que ajuda e mostrou que o jeito certo é usar PHP, MySQL e de dentro do próprio WordPress usando as diversas funções para tratar conteúdo já existentes.

Outro ponto importante que muita gente esquece e que o Vinicius citou foi “Sempre leve em conta a migração do conteúdo nos projetos desenvolvidos”.

Apresentação no GitHub.

A seguir veio o João Neto mostrando o case de migração do iMasters de um CMS proprietário para o WordPress (a complexidades dos bancos a serem migrados eram enormes) e nos mostrou que ter uma estratégia para a migração é muito importante.

Porrada no WordPress: Padronização de códigos entre WordPress e PHP

Alexandre Gaigalas começou a palestra explicando qual a diferença entre Standards e Patterns e continuou mostrando algumas coisas ruins e outras boas no core do WordPress como o fato de algumas coisas serem feitas Orientadas a Objetos e outras Procedural mas, como o próprio PHP é multi paradigma, está tudo certo.

Lançamento de framework front end open source para WordPress

Giovanni Keppelen e Leandro Vieira lançaram o Apiki WP Bootstrap, um framework CSS para estilizar o tema padrão Twenty Eleven, um dos temas padrão do WordPress desde 2011. Sim, só funciona perfeitamente nesse tema mas, como o projeto está no GitHub, a comunidade pode ajudar a dar suporte a mais temas.

Após o lançamento oficial do framework, o Luli fez um discurso para incentivar o pessoal a participar mais ativamente de projetos e a criar os seus próprios para ajudar a comunidade WordPress.

Esse foi o primeiro momento em que eu gostaria de ter falado e não deu.  Minha opinião:

Se é para incentivar a galera a participar da comunidade, dê a chance delas falarem no que já ajudam.

Eu gostaria de ter falado sobre o Odin, um framework para ser usado como tema base que surgiu no grupo WordPress Brasil no Facebook e conta com a participação de 39 desenvolvedores no GitHub.

Segurança em WordPress: Entenda e saiba como se proteger das principais ameaças

Erick Tedeschi fez uma palestra citando alguns problemas ocorridos devido vulnerabilidades do WordPress e os problemas que isso pode trazer para a marca/site. Citou o WPScan que pode pesquisar determinada url em busca de vulnerabilidades.

Esse foi o segundo momento em que gostaria de ter falado mas não foi aberto espaço para perguntas/comentários. Se esse espaço tivesse existido, eu teria dito algo como:

A maioria das vulnerabilidades citadas podem ser sanadas usando o plugin Better WP Security, que é em inglês, mas vocês podem baixar os arquivos de tradução no meu GitHub.

Discussões de problemas reais: SEO + Microformats + OpenGraph + Schema

Reinaldo Ferraz, Clecio Bachini, Edu Agni e Fabio Ricotta tiveram um bate papo sobre a importância do conteúdo e quais as melhores formas para exibi-lo satisfatoriamente aos crawlers da internet.

Otimizando a performance do WordPress

Hugo Cisneiros fez uma palestra genial e muito bem humorada mostrando como configurar melhor seu servidor para aguentar vários acessos simultâneos usando funções nativas do WordPress ou plugins. Informações que todo SysAdmin deveria saber.

Testes Unitários com WordPress

Ricardo Moraleida fez uma palestra explicando algo que, normalmente os desenvolvedores acabam esquecendo, testar o sistema. Citou Testes de Aceitação, Testes Unitários para plugins e temas e o Theme Unit Test.

Apresentação no SlideShare.

Conclusão

O evento foi muito bem organizado, o local era maravilhoso e com uma iluminação muito aconchegante e, o principal, o conteúdo foi passado em quantidade e qualidade. Parabéns ao pessoal da iMasters e palestrantes.

Bom, me desculpem pela análise extremamente resumida das palestras mas, infelizmente ou por burrice mesmo, acabei perdendo minhas anotações e isso foi o que deu para lembrar de cabeça. Assim que o restante das palestras forem disponibilizadas eu volto aqui e atualizo tudo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.